Facebook Uniodonto Santa Catarina    Instagram Uniodonto Santa Catarina

Notícias

Efeitos negativos de chupar dedo além dos limites de idade


15/02/2018

A ação de chupar começa ainda no útero materno, quando os bebês chupam seus dedinhos para fortalecer as musculaturas responsáveis pelos movimentos da sucção, o que depois do nascimento tornam possíveis as mamadas.

A sensação de conforto enquanto os dedos estão na boca acalma a criança, que passa a fazer ligação do gesto com um momento de segurança e aconchego. Neste caso entram também as chupetas e até as pontas de fraldas.

O hábito pode durar até um certo tempo, mas pode se tornar um grande problema quando ultrapassa o primeiro ano de idade. Em casos mais graves pode virar vício e acompanhar a pessoa até a fase adulta.

A persistência pode ocorrer tanto pelo desenvolvimento de uma mania, como também pode ser um alerta de ansiedade. É importante que os pais descubram a origem do comportamento antes de interromper o hábito.

Também pode ocorrer que uma criança que deixou de chupar o dedo volte a fazê-lo ao enfrentar uma situação nova, como o nascimento de um irmãozinho, por exemplo. O trabalho de uma equipe multidisciplinar, com atuação de psicólogo, fonoaudiólogo e dentista, pode auxiliar no tratamento da criança.

Para os dentistas, o período de sucção não nutritiva é tolerado até os quatro anos de idade, quando já é possível constatar maloclusões — desvio do fechamento normal da boca. As alterações dentárias ou de estrutura da cavidade oral dependem da duração da frequência e da intensidade do hábito de sucção, sem desconsiderar também outros fatores, como interferências ambientais e hereditárias.

O hábito também provoca retrognatismo mandibular, prognatismo maxilar, musculatura labial superior hipotônica, musculatura labial inferior hipertônica, atresia do palato, interposição de língua e respiração bucal. Nesses casos existe a alternativa de aparelhos, como a grade palatina, usados para desestimular o hábito.

Como tirar o hábito da criança?

Incentive a criança a tirar o dedo da boca para segurar outro objeto que o substitua, como um boneco, brinquedo ou paninho. É importante que os pais expliquem os malefício que chupar dedo causam. Ao invés da repreensão, procure propor atividades manuais e brincadeiras para entretê-la de modo criativo. Uma tática válida é colocar, por alguns dias, curativos adesivos coloridos no dedo dela e dizer que fez “dodói” de tanto chupar. Dessa forma, seu filho não conseguirá sugar o dedo. Não é indicado colocar pimenta ou outras substâncias picantes ou amargas, tanto no dedo como na chupeta.

Depois de esgotadas as tentativas e ainda persistir o hábito, pode ser válida uma avaliação de um pediatra ou psicólogo, antes que isso prejudique a dentição.

Quero saber mais sobre os planos odontológicos da Uniodonto, clique aqui.

Sedes em Blumenau e Criciúma- Escritórios em Joinville - Itajaí - Rio do Sul - Chapecó - Florianópolis

Copyright 2013 - Uniodonto SC - Rua Vitória, 123 - Bairro Centro - Blumenau - Santa Catarina - CEP: 89010-250 - Fone / Fax: (47) 3037-8000
Responsável Técnico Uniodonto Federação (CRO-SC-EPAO-630) - Dr. Marcos Adolf Prinz (CRO-SC 2387)
Responsável Técnico Uniodonto Administradora (CRO-SC-EPAO-327) Dr. Beato Ari Stingelin - (CRO-SC-558)