Facebook Uniodonto Santa Catarina    Instagram Uniodonto Santa Catarina

Notícias

Saiba por que roer as unhas prejudica os dentes


15/02/2018

É só a ansiedade virar lá na esquina para a unha correr direto para a boca! Parece uma tentação, não é mesmo? Apesar de saber que roer unhas não é algo bom, para algumas pessoas abandonar o hábito pode ser difícil, ainda mais se ele o acompanhar desde a infância.

Antes de levar as unhas à boca novamente, saiba que a saúde de seus dentes pode sofrer muito com isso. Esse costume pode causar trincas e lascar os dentes da frente. Além disso, germes e bactérias que estão debaixo das unhas entram na boca, podendo causar lesões bacterianas, virais e fúngicas. Confira outros prejuízos:

> Feridas em dedos

Quando roída de forma constante, as unhas podem sofrer lesão no leito ungueal (tecido sobre o qual elas se assentam), resultando em feridas nos dedos, que algumas vezes infeccionam.

> Desgaste de dentes

Outra consequência de roer as unhas é o desgaste dos dentes, mais especificamente os incisivos superiores e inferiores. Além disso pode influenciar no apinhamento dos dentes – posicionamento inadequado -, originado pela pressão que se exerce sobre eles.

> Alteração na mandíbula

A posição forçada da mandíbula durante o ato de roer as unhas pode provocar alterações na articulação temporomandibular, ocasionando ruídos ao roer e dor.

> Lesão nas gengivas

Ao mordiscar a unha podem ficar cravados pequenos pedaços delas entre a gengiva e os dentes, produzindo lesões que, nos casos mais graves, dão lugar a gengivites e doença periodontal (inflamação, sangramento da gengiva e mau hálito).

> Aumenta risco de bruxismo

Pessoas que roem as unhas, mastigam lápis ou apertam os dentes podem apresentar risco aumentado de bruxismo — ação não intencional de ranger ou apertar os dentes que pode causar dor facial, dores de cabeça, sensibilidade dentária, retração da gengiva e perda dental. Os sinais do bruxismo incluem: dentes com superfícies mastigatórias planas; esmalte dental desgastado, causando extrema sensibilidade; estalos da mandíbula; e impressões dos dentes na língua.

Você sabia?

O termo técnico do hábito de roer unha é: onicofagia

Dicas para evitar roer unhas

- Mantenha as unhas feitas: além de despertar a vontade de mantê-las bonitas, também impede que as pontas lasquem ou quebrem; evitando assim o impulso incontrolável de mordê-las.

- Aposte no esmalte com gosto ruim: ao provar do sabor ruim, percebe-se o alerta de que a atitude está se repetindo, isto com o objetivo de evitá-la. Antes de iniciar o uso do produto é importante consultar um dermatologista para receber a melhor indicação sobre qual escolher.

- Procure se distrair: você percebeu que a unha já está na boca? Tente se distrair com alguma outra atividade, como ler um livro, dar uma caminhada ou ouvir uma música.

- Avalie os momentos de ansiedade: roer as unhas é uma ação, frequentemente, relacionada a perturbações emocionais, como ansiedade, nervosismo ou medo. A melhor forma de cortar a ação é procurar sua causa e tentar entender em quais momentos há o impulso de realizá-la a fim de evitar, assim, que aconteça.

Quero saber mais sobre os planos odontológicos da Uniodonto, clique aqui.

Sedes em Blumenau e Criciúma- Escritórios em Joinville - Itajaí - Rio do Sul - Chapecó - Florianópolis

Copyright 2013 - Uniodonto SC - Rua Vitória, 123 - Bairro Centro - Blumenau - Santa Catarina - CEP: 89010-250 - Fone / Fax: (47) 3037-8000
Responsável Técnico Uniodonto Federação (CRO-SC-EPAO-630) - Dr. Marcos Adolf Prinz (CRO-SC 2387)
Responsável Técnico Uniodonto Administradora (CRO-SC-EPAO-327) Dr. Beato Ari Stingelin - (CRO-SC-558)